fbpx

Em 14 dias, Maranhão vacina mais de 45 mil profissionais de Educação

Secretário de Educação, Felipe Camarão, em vacinação de professores na cidade de Caxias (Foto: Divulgação)

Desde o dia de 20 de abril até essa terça-feira (4), o Governo do Estado, em uma ação conjunta das Secretarias de Educação (Seduc) e da Saúde (SES), em parceria com os municípios, vacinou 45.438 mil profissionais da Educação Básica e Superior em todo o Maranhão contra a Covid-19, conforme dados do portal de vacinação do Ministério da Saúde. A vacinação, que começou a ser aplicada em trabalhadores com 55 anos ou mais, segue em ritmo acelerado e chegou à idade de 30 anos ou mais em algumas regiões do estado. 

“O processo de imunização dos trabalhadores da educação no Maranhão tem sido destaque graças ao esforço conjunto do governo e dos municípios para garantir todas as condições para vacinação desse grupo que é fundamental para o retorno das aulas híbridas, previsto para o segundo semestre, após a vacinação. Temos acompanhado de perto a aplicação das vacinas e visto esperança em cada profissional que é vacinado”, realçou o Secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão. 

Professor recebe vacina em São Luís (Foto: Divulgação)

No Maranhão, a vacinação inclui todos os profissionais da educação em atividade, abrangendo as redes públicas federal, estadual, municipais, privada. Em municípios como Santa Helena, na baixada maranhense, 100% dos profissionais já receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19.

Na capital maranhense, estão sendo vacinados, nesta semana, os profissionais com 40 anos ou mais no IEMA Rio Anil (Cintra) e em Drive Thru no São Luís Shopping. Em Imperatriz, a vacinação já está destinada a trabalhadores com idade de 30 anos ou mais em atividade, no Drive Thru do Imperial Shopping. E outros municípios, como Bacabal, já estão sendo vacinados profissionais com 30 anos mais. Em Caxias, a 5ª maior cidade do Estado, também em Codó e São João do Soter, a vacinação já alcança profissionais da educação de todas as idades.

Vacina e esperança

“Já chegamos na faixa etária de 30 anos ou mais e logo todos os nossos servidores estarão imunizados contra a Covid-19. Isso nos enche de esperança, pois agora podemos vislumbrar a possibilidade do retorno às aulas, no ambiente escolar, primeiro em formato híbrido até termos condições sanitárias favoráveis para o retorno presencial”, apontou a gestora regional de Educação de Imperatriz, Orleane Santana.

Profissional da educação recebe primeira dose da vacina em Imperatriz (Foto: Divulgação)

“Estamos todos muito felizes por essa decisão do governador Flávio Dino de incluir os profissionais da educação no grupo de prioridade da vacinação, uma atitude digna que demonstra a sua responsabilidade com vida desses trabalhadores, que poderão voltar às salas de aulas presenciais protegidos e seguros”, completou Orleane.

Para o professor Raymundo Gomes, do Centro de Ensino Juvêncio Matos, escola da rede pública estadual em São Luís ter acesso à vacina representa o início de uma nova vida. “Vínhamos esperando por essa tão sonhada vacina, inclusive, no meu caso, já que eu tive a infelicidade de ser acometido por essa doença, mas graças a Deus hoje é o renascer de uma esperança por dias melhores. Agradecemos, profundamente, o Governo do Estado e toda a sua equipe, a Secretaria de Saúde e todos que estão colaborando, para que este evento aconteça”, revelou. 

No estado, a partir de deliberação na Comissão Intergestores Bipartite (CIB), ficou resolvido que nos municípios com mais de 100 mil habitantes a Secretaria de Estado da Saúde (SES) realiza a vacinação dos profissionais da rede estadual e federal; e as secretarias municipais, os profissionais das escolas da rede privada e rede municipal.

Fonte: Agencia de notícias do estado do Maranhão

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui